Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Utopias Concretizaveis

Utopias Concretizáveis é um espaço em busca de um mundo melhor, através dos sentidos, sentimentos e pensamentos da autora, nas suas reflexões intimistas e, quiçá, inspiradoras, marcadamente politizadas.

Utopias Concretizaveis

Utopias Concretizáveis é um espaço em busca de um mundo melhor, através dos sentidos, sentimentos e pensamentos da autora, nas suas reflexões intimistas e, quiçá, inspiradoras, marcadamente politizadas.

29
Jun19

Bons Valores

Resultado de imagem para intolerancia sexual

Ter bons valores é assumir valores universais de tolerância e de respeito para com os nossos semelhantes. Sim, não é a cor da pele, a crença religiosa ou a orientação sexual que caracteriza e conforma os seres humanoss deste planeta. É a bondade, é a forma como nos comportamos e agimos perante a diversidade, quer seja individual quer seja cultural, que nos valoriza enquanto humanos, pois de outra forma seremos apenas seres, desnudados pela ignorância, pelo, preconceito e pelo medo. Devemos, para além de tolerar e respeitar o próximo, reconhecer que, sendo este, igualmente, um ser humano, tem os mesmos direitos (humanos) do que nós. Como diria alguém que conheço: "Metam-se na vossa vida!" Eu acrescentaria "-Abram a cabeça e lutem pelos direitos daqueles que são diferentes de nós"

23
Jun19

Más escolhas

images laranjas.jpg

Diz a sabedoria que quando há fruta podre esta deve ser deitada fora sob pena de contagiar a restante fruta. Não faz sentido ir buscar "fruta" a outros sacos quando o nosso saco tem tão boa qualidade, sob pena de arriscarmos trazer uma igual à da imagem à esquerda. Acontece com mais frequência do que julgamos. Há quem  o faça por reconhecimento de que o saco do vizinho pode ser bom, não discordo, pode ser. Mas tendo nós o nosso saco porque havemos de ir ao do vizinho buscar fruta? Esta é uma metáfora que trago para aquilo que se avizinham ser escolhas duvidosas (que já anteriormente se mostraram ter sido engano, erro, flop, ou o que lhe quiserem chamar), para a composição das listas dos candidatos às eleições. Basicamente, não faz sentido, (ainda que possa fazer sentido e fazer justiça o reconhecimento de que dos outros lados há gente de qualidade), ir buscar para as listas pessoas que são (serão?) boas profissionais.....Porque seguindo essa lógica, vai-se buscar, então, tantos outros que são bons que estão nos outros lados.....faz sentido? Claro que não!!!! Principalmente quando há tanta gente com qualidade no mesmo barco, no mesmo lado....Curioso perceber que a ascenção rápida (em termos históricos) de um certo partido se fez exactamente, também para combater certo tipo de comportamentos menos ilógicos. O perfil de várias mulheres, jovens, sem experiência política, e com pouco (ou nenhum) curriculo profissional assim o demonstrou, tendo vindo sistematicamente a baralhar as contas de quem agora quer ir buscar "socialistas postiços", no caso, postiças, com o argumento de que são independentes, mas que no fundo não passam de laranjas. E laranjas serão sempre. Está na hora de raciocinar e de perceber as ironias, e, sobretudo, o pensamento das pessoas comuns. As pessoas comuns estão fartas.

19
Jun19

Reflexões inspiracionais

happyyyyy.jpg

A vida é um sopro e cada ser humano um maravilhoso acaso do Criador. A importância da descoberta do ser pessoal mais íntimo e do seu sentido está intrínsecamente ligado à terra, à natureza. Somos, em primeiro lugar, seres, seres com uma função e um lugar específico numa visão holística do mundo natural. É esse mundo natural que está na raíz a nossa natureza. O nosso ser só é elevado com a frescura da origem que coloca para trás tudo o que é negativo e mau. A paz do nosso espírito inunda-se com sentimentos e emoções positivos, de optimismo, traquilidade, harmonia, amor, alegria, serenidade. Na nossa relação com o mundo, a luz que trazemos connosco e a sua intensidade guiará a nossa essência pessoal nas relações com o proximo, com os outros. A forma como nos sentimos, como nos comportamos em sociedade reflecte-se no nosso sentimento de pertença a um mundo e, se pretendermos um mundo melhor, o único caminho é apenas o de atraírmos para nós e de reflectirmos para com os outros todos esses sentidos, emoções, sentimentos e acções positivos e inspiracionais. O bem deverá sempre ser o nosso guia, a nossa luz, o nosso sentido e a nossa finalidade. Se cada ser humano tiver presente esta máxima, cada dia, em cada momento, rapidamente o mundo será um mundo melhor.

16
Jun19

Desigualdades

desigualdades.jpg

A desigualdade é a doença das sociedades humanas. Na senda de Clístenes, político da Grécia antiga, exportada a máxima para Roma, o princípio da igualdade que se funda na proposição de que se deve tratar como igual aquilo que é igual e tratar de forma desigual aquilo que é desigual, continua a ser o calcanhar de Aquiles das sociedades modernas. O princípio da igualdade não se esgota no seu sentido mais restrito acima enunciado, mas vai, a par com a abrangência natural da desigualdade no seu sentido mais lato, para além do tratamento que é dado a uns e outros em termos comparativos. A comparação e o tratamento, são, por isso, dois dos elementos da proposição  supracitada. Assim, se as desigualdades não se aferem apenas relativamente ao tratamento elas estão para além do mesmo. Aqui entram as concepções filosófico-naturalistas do mundo. Evidentemente, há desigualdades naturais, outras há, a esmagadora maioria, que resultam de concepções culturais estruturantes de formas sociais fomentadoras dessas desigualdades que é imperativo combater. Sociedades mais desiguais serão sempre sociedades mais iníquas e consideravelmente mais atrasadas. Seria desejável um debate verdadeiramente esclarecedor e participado acerca desta temática e da sua repercursão nas sociedades humanas. São as desigualdades as responsáveis por quase 100% de todas as questões sociais, públicas e privadas. O debate é imprescindível. Sem este debate e consequente combate não há quaisquer outras questões que mais importem ao ser humano, que mais profundamente lhes digam respeito.As desigualdades, são, por isso, o tema por excelência, da qual se intrinsecam todos os outros que possam importar ao ser humano onde quer que este se encontre.

10
Jun19

Ser Português

Dá mais valor ao sentimento de ser português, de pertença a uma comunidade comum com uma história identitária marcante quem, em algum momento da sua vida ou da vida dos seus ascendentes, independentemente do motivo, mas sempre concretizando o sonho da diáspora Portuguesa, sai do pequeno rectângulo à beira mar plantado. Historicamente não supreende que nos tenhamos aventurado "pos mares nunca dantes navegados", tal o apelo enigmático do oceano infinito. Foi precisamente essa coragem que nos caracteriza, essa energia positiva vinda do além que, através do mais importante instrumento usado pelos humanos - a língua- nos construímos como povo e partilhamos a nossa história e as nossas raízes um pouco por todo o globo. É, pois, a língua, o maior e melhor instrumento de que os humanos dispõem. Ela converte os signos da linguagem em representações comuns de entendimento entre humanos. É através da língua que se comunica com o próximo, que se produz informação e conhecimento. É a língua que nos une a uma raíz comum quando estamos fora de Portugal. Foi a língua o instrumento por excelência que deixámos de herança a tantos outros povos e nações irmãs. A língua é o maior denominador comum da herança do sentir. Ousemos dar mais visibilidade e mais voz à língua, aos portugueses no estrangeiro e aos países irmãos que nos partilham os afectos, com muito açucar!!!

10
Jun19

Dia de Portugal!

bandeira-de-portugal.jpgO dia de Portugal celebra-se a 10 de Junho. As comemorações deste feriado nacional devem prender-se com o reforço identitário de uma nação, de uma cultura, de um país soberano com mais de 800 anos de história que em muito se particulariza e se diferencia dos outros povos. A sua maior riqueza imaterial reflecte-se, precisamente, na sua provecta idade enquanto Estado-Nação. Porém, não poderemos associar a sua idade a julgamentos mais ou menos finais do fatum colectivo desta comunidade em constante descrença, tristeza e amargura relativamente a si própria. É, por isso, imperioso, agir e reagir, porque Portugal tem Futuro! O país nunca na sua história baixou as mãos, mesmo quando dominados por nuestros hermanos. É preciso coragem, força, determinação, garra e energia para construir um país melhor e um mundo melhor! É, sobretudo, de inspiração, optimismo, liderança e bons valores que as pessoas individual e colectivamente precisam, para, em conjunto, fazer deste o melhor país do mundo! VIVA PORTUGAL!!!!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D