Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Utopias Concretizaveis

Utopias Concretizáveis é um espaço em busca de um mundo melhor, através dos sentidos, sentimentos e pensamentos da autora, nas suas reflexões intimistas e, quiçá, inspiradoras, marcadamente politizadas.

Utopias Concretizaveis

Utopias Concretizáveis é um espaço em busca de um mundo melhor, através dos sentidos, sentimentos e pensamentos da autora, nas suas reflexões intimistas e, quiçá, inspiradoras, marcadamente politizadas.

12
Jul22

Quo vadis, EU?

 

future_europe.jpg. A União Europeia encontra-se em pura gestão da espuma dos dias. Após uma inesperada epidemia com efeitos devastadores foi accionado um plano de recuperação e resiliência em todos os Estados Membros para fazer face aos efeitos nefastos económico-sociais desta epidemia. Entretanto, surge uma guerra da vizinha Russia que vem alterar todos os orçamentos dos Estados nacionais bem como as prioridades e políticas europeias. A nível europeu, esta semana, pela primeira vez de sempre, o dólar ultrapassou o euro, ou seja, o euro desvalorizou-se de tal forma que deixou de ser a moeda tão forte, ou mais forte do que o dólar como sempre foi. Auspicia-se uma crise, vive-se uma inflação de 8% e os poderes políticos continuam apenas com a resposta à questão da epidemia. Já aqui escrevi que a resposta era pouca. A política económica da zona Euro não é compreensível aos cidadãos, uma vez que as políticas monetárias estão a empobrecer-nos. Para além da desvalorização brutal da moeda europeia face ao dólar empobrecemos através da inflação, esta ultima resultante, ou resultado, de escolhas políticas. Ou seja, empobrecemos duas vezes, mas só percepcionamos um dos empobrecimentos. Para onde vais, União Europeia? Daqui a dois anos há novas eleições. Adivinha-se um período de crise, uma aumento do descontentamento, uma descoesão social absoluta. Adivinha-se o prolongar de uma guerra a leste. Guerra sem fim, que durará anos e anos ainda que surja de intermeio uma paz postiça. O mundo está diferente. Muda todos os dias. A União Europeia continua igual. Sempre a gerir a espuma dos dias. Sempre a ser comandada por interesses externos, pelo suposto baluarte da civilização ocidental, sem se aperceber no que se está a tornar, na falta de sentido crítico, de reflexão, e na falta de acção. Afinal, a guerra é na Europa. É território europeu. Mas perceber-se-á a União Europeia ela própria no quadro geopolítico do mundo? Perceber-se-á a própria das suas contradições internas e das suas desigualdades? Que se passa???? Para onde vais, União Europeia? Podes responder que não sabes, mas afirma que não vais por aí.....

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D